web analytics

Portugal perde organização da Ryder Cup 2018

Colocado por em 19 Mai, 2011 | Deixe um comentário


A candidatura à Ryder Cup 2018 estava a ser concorrida por cinco países, mas só um poderia ganhar. França, Espanha, Portugal, Holanda e Alemanha eram as nações que concorriam à organização da maior prova de golfe do mundo, num torneio que põe frente-a-frente as selecções dos Estados Unidos e da Europa.
A candidatura Francesa acabou por ganhar a corrida a Portugal e restantes candidatos.

Apesar da candidatura Portuguesa ser uma das candidaturas mais fortes a vencer a organização da prova, a candidatura francesa era a mais bem preparada, pois já dispunha de um complexo pronto a receber a competição.
Portugal representava mesmo um dos maiores perigos para a candidatura francesa, sendo um excelente destino para a prática do golfe. A decisão do European Tour foi anunciada no Wenthworth Club, em Surrey, perto da cidade de Londres.

A candidatura portuguesa custou cerca de um milhão de euros, sendo que 30 % desse valor partiu de investimentos.
De acordo com a empresa de consultoria Deloitte, o impacto da organização da prova estaria avaliado em cerca de 550 milhões de euros e traria um retorno económico superior ao do Euro 2004 de Futebol, de 184 milhões de euros.

O treinador de futebol José Mourinho, com raízes em Setúbal, foi uma das grandes armas da candidatura portuguesa.

O campo projectado pelo norte-americado Tom Fazio e que foi proposto por Portugal para a organização da prova está a ser construído na Herdade da Comporta.

Na lista dos eventos desportivos mais mediáticos do planeta, a Ryder Cup está apenas atrás dos Jogos Olímpicos e do Mundial de Futebol. A prova tem sido sempre realizada no Reino Unido ou nos Estados Unidos, à excepção de 1997, que teve lugar em Valderrama (Espanha).

Related Posts with Thumbnails