web analytics

Troiaresort cresce a dois dígitos no Verão

Colocado por em 20 Out, 2010 | Deixe um comentário


A Sonae apostou em animação cultural para aumentar a receita média por quarto vendido em Julho e Agosto deste ano.

O segundo Verão em operação do ‘resort’ da Sonae em Tróia venceu pela animação cultural contratada para os meses fortes do turismo. Em ano de crise económica, as receitas dos aparthotéis e do aluguer de apartamentos da Sonae cresceu a dois dígitos em Julho e Agosto. Fonte oficial da Sonae Capital, à qual está afecta a Sonae Turismo, explicou ao Diário Económico que “a estratégia deste Verão passou pelo aumento das actividades de lazer e animação de forma a promover a criação de um novo destino turístico”. Mas o contributo para o aumento das receitas do troiaresort não é só das 50 actividades culturais semanais nem da maior oferta gastronómica. A Sonae apostou também numa forte “campanha de ‘early booking’ [reservas antecipadas] comunicada a nível nacional e com grande receptividade”, explicou fonte oficial.

Sem revelar a taxa de ocupação de Julho e Agosto por ser “passível de influenciar a cotação da Sonae Capital”, a mesma fonte da empresa avançou que “nos três aparthotéis Aqualuz que existem no Troia Resort , a estratégia definida é oferecer aos clientes um serviço e produto de qualidade a um preço justo, e não criar um destino de massas, de baixa qualidade e preços baixos”. Assim, a taxa de ocupação esteve “em linha ou superior” em Julho e Agosto relativamente aos valores do ano passado, mas “com evolução positiva e assinalável ao nível da receita média por quarto vendido”, esclareceu.

Uma subida que se fez sentir com o aumento do preço médio em relação ao Verão de 2009. Em Agosto, com as promoções lançadas pela Sonae Turismo, os preços por noite nos aparthotéis variaram entre 208 euros e 856 euros para uma estada obrigatória de, pelo menos, duas noites.

Sonae reinicia comercialização

Enquanto a quarta fase do projecto de Tróia da Sonae tem o seu plano de pormenor “em fase final de aprovação”, a ‘subholding’ liderada por Belmiro de Azevedo está agora a relançar a comercialização dos apartamentos Troiamar e a lançar a do Edifício Ácala. Isto depois de, em Maio, ter arrancado com a venda das moradias troiaresort Village e de ter realizado uma única escritura até Agosto.

Aliás, esse foi um dos problemas que afectou os resultados do primeiro semestre do ano da Sonae Turismo. A empresa teve prejuízos de 5,3 milhões de euros até Junho deste ano, o que contrasta com os lucros de 22,8 milhões de euros em igual período de 2009. A empresa celebrou 16 escrituras contra as 128 no mesmo período do ano passado. A Sonae Capital assumiu mesmo que o “menor nível de vendas no troiaresort explica a maior parte do decréscimo”.

Tróia em números:

– A Sonae já concluiu a construção de 435 apartamentos e 186 moradias.

– A empresa já comercializou 66% dos Apartamentos da Praia, 59% dos Apartamentos da Marina e 33% dos lotes da Praia.

– A venda dos apartamentos troiamar e Edifício Ácala vai começar ainda este ano com preços entre 248.400 e vão até 845 mil euros. Os lotes de terreno, já á venda, têm preços entre 750 mil e 1,5 milhões de euros.

– No primeiro semestre, a Sonae Capital teve prejuízos de 5,3 milhões de euros que contrastem com os lucros de 22,8 milhões de 2009, pois foram feitas 16 escrituras contra 128 realizadas em 2009.

Related Posts with Thumbnails